Qual a diferença entre o óleo mineral, semissintético e sintético?

O lubrificante veicular é composto por óleos básicos e aditivos. O Óleo diminui o atrito entre as peças, reduzindo o desgaste e aumentando a durabilidade delas, e ajuda na estabilidade da temperatura do motor, seja ele mineral ou sintético.

Atualmente no mercado existem o óleo mineral, semissintético e sintético, porém muitos não sabem qual a diferença entre eles. A diferença está no processo de obtenção dos óleos básicos. 

Os óleos minerais são obtidos da separação de componentes do petróleo, sendo uma mistura de vários compostos.

Por sua vez, os óleos sintéticos são obtidos por reação química, havendo assim maior controle em sua fabricação, permitindo a obtenção de vários tipos de cadeia molecular, com diferenças características físico-químicas e por isso são produtos mais puros.

Quanto aos óleos semissintéticos ou de base sintética, empregam mistura em proporções variáveis de básicos minerais e sintéticos, buscando reunir as melhores propriedades de cada tipo, associando a otimização de custo, uma vez que as matérias-primas sintéticas possuem custo muito elevado.

Não é recomendado misturar óleos minerais com sintéticos, principalmente de empresas diferentes. Seus óleos básicos apresentam naturezas químicas diferentes e a mistura pode comprometer o desempenho de sua aditivação, podendo gerar depósitos.

A explicação parece e é um tanto quanto complexa. Por isso, recomenda-se utilizar a descrição especificada no manual do fabricante. 

Em caso de dúvidas, a equipe Autobem está à disposição para ajudá-lo a escolher o lubrificante com melhor custo-benefício para o seu veículo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *